21 de janeiro de 2019

Viagem no Trem da Vale Vitória-Minas

Neste ano, fomos passar as férias em Governador Valadares de trem. Passagem de avião para o período do Natal custando R$3.600,00 para mim e Gabriel era uma coisa impossível de se pagar (ida e volta, cotada com 1 mês de antecedência). Não vale, menos de uma hora de voo, um absurdo. Consegui achar umas últimas passagens de trem e tivemos de ir em datas diferentes (eu e Gabriel separados do Jean). O preço do executivo é R$72,00. 

O trem é tudo de bom, exceto o exceto, rs, que conto no final.

Espaçoso, ótimos espaços para malas, confortável, tomadas, mesinhas, serviço de bordo e entretenimento. Nada a dever aos trens da Europa em relação a conforto. Inclusive, eu li que o trem foi comprado de um país Europeu.

O serviço de entretenimento à bordo também é ótimo, como muitos filmes, shows, músicas que você pode curtir do seu celular. Ou assistir nas televisões à frente das poltronas. 



 
O serviço de alimentação é feito através de carrinhos ou pelos vagões restaurante e lanchonete. Você pode pedir o seu almoço com antecedência e eles trazem até o seu assento e você almoça na sua poltrona. Ou vai almoçar no restaurante. Achei muito bom.
A poltrona é macia, daquelas que te abraça. E o espaço interno é muito maior do que um avião comercial comum. Eu como mãe esperta, levei várias distrações como jogos e livros material de desenho. Deu super certo.
  



Cada um curtindo a sua atividade! 
Pedimos um escondidinho de carne, que por sinal achei delicioso, e comemos no conforto da nossa poltrona. Gabriel raspou o pratinho.
 Depois, foi batendo o soninho e...dormiu. Acordou em Valadares.

Achei a viagem super gostosa, mas aí vem o exceto: Tudo é ótimo, exceto o tempo de viagem. O trem é lento; na verdade, em alguns momentos da viagem, eles desaceleram o trem. Imagino se não é para priorizar trens de minério que também usam os trilhos. Com isso, a viagem que já é longa (em torno de 6 horas) atrasou 1h30 minutos. 

Sabem quantos passageiros viajaram neste dia? 1.500 passageiros, sem contar os que embarcariam em Valadares, rumo à Vitória. Em um país enorme como este, porque não investir nas ferrovias? Na Europa, os trens são super valorizados. 

São essas coisas que precisam mudar no nosso país. Passagens aéreas nas alturas e um potencial enorme para ampliar a malhar ferroviária. Falta vontade! Espero que isso mude algum dia.

Gabriel me falou ao ao final da viagem: Da próxima vez eu quero ir de avião, mamãe, o trem demora demais. 

Um garoto de 4 anos que já percebe as falhas de um mercado que poderia ser muito melhor, e porque não dizer, lucrativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário