18 de novembro de 2011

Por que algumas pessoas gastam o que não têm em um casamento?

A minha vida toda eu sempre pensei que queria um casamento pequeno e elegante. Até acho bonito, legal e bacana fazer um casamento enorme, sofisticado, com centenas de convidados, mas sempre achei isso que não era para mim. Mas, o que eu realmente nunca entendi é como uma pessoa pode gastar o que não tem, pedir empréstimo, sacrificar os familiares, vender o carro para fazer uma festa de casamento!

Durante a organização do nosso casamento, eu falei para o Jean que eu não queria começar uma vida a dois com dívidas. Então, seguimos à risca o nosso planejamento financeiro, fazendo um mini wedding.


O mini wedding, que é um tipo de casamento para até 100/120 pessoas é uma excelente opção, pois propicia a oportunidade de se montar uma recepção legal, mais em conta e muito personalizada. Eu disse que fica mais em conta, mas não quer dizer que fica barato. Porque o interessante desse tipo de festa é que, por serem menos pessoas, você poder caprichar mais, investir em detalhes, em bebida de boa qualidade e em um cardápio refinado.

Várias celebridades vêm definindo por mini weddings nos últimos anos:

Um dos casais mais famosos do show business, Beyoncé e Jay-Z, casou-se em uma recepção para apenas 30 pessoas, no apartamento do noivo.






Gisele Bundchen foi também super discreta e restrita em seu casamento com Tom Brady, celebrando na casa dela em Santa Tereza, Costa Rica, junto a apenas 25 convidados.





A cantora e atriz Hilary Duff casou-se com o jogador de hockey Mike Comrie em Santa Barbara, Califórnia com uma recepção para 100 convidados.






Reese Witherspoon convidou 120 amigos para seu casamento seu com Jim Toth, que ocorreu em seu rancho na Califórnia.




Fotos: wedding-boston.com, anyhustle.110mb.co, wakeywakeynews.com, hollywoodlife.com, people.com, todaysparent.com, chismetime.co, justjared.buzznet.com, bittenandbound.com, OK! Magazine

A cantora Kate Perry, ao ser perguntada sobre como seria seu casamento, resumiu bem o que passa na cabeça dos famosos e dos anônimos, ao decidirem por uma cerimônia restrita, pequena e discreta:

"Acho que o casamento será pequeno. Sempre tenho uma tonelada de pessoas à minha volta, e acho que aqueles que dividirão esse momento com nós dois são os que desejamos sempre em nossas vidas".

Se você e sua famlía têm dinheiro suficiente e querem investir em um "mega evento-festa de casamento";  excelente, vão em frente! Mas, se você e seu noivo têm condições econômicas mais restritas, não caiam na bobeira de gastar o que vocês não têm e não podem em uma grande festa.

Pense: você não é obrigada a convidar clientes ou amigos de trabalho dos seus pais, ex-vizinhos que não vê a muito tempo; aquelas pessoas com quem você tem pouco ou quase nenhum contato, colegas de trabalho de outro setor. Faça uma recepção charmosa com a sua cara, com as suas possibilidades e com aquelas pessoas amadas, com quem você quer estar a vida toda! Guarde o resto do dinheiro para investir na sua casa e dê a você e seu noivo de presente a melhor lua de mel que puderem! E no mais, sejam muito felizes!!!

16 comentários:

  1. O meu será quase um mini wedding terei 150 convidados, mas nem sempre mini wedding é sinônimo de economia, já vi alguns bilionários...rsrs!

    Mas uma coisa é certa, também não quero iniciar minha vida conjugal cheia de dívidas...Então economia é a palavra de ordem! rs

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, Kate! Tudo bem?!
    Sabe que tu abordou um assunto que é mesmo pra se pensar... tbm não entendo como um casal inicia uma vida nova cheios de dívidas. Eu não faria isso jamais. Mas tem gosto pra tudo, né!
    O meu casamento foi um pouco exagerado, eu sei, 460 convidados presentes. O exagero ficou por conta dos meus sogros, que quiseram e bancaram os excesso. Por mim e pelo Rafa tudo bem, já que eles fizeram questão e nós amamos a presença de seus amigos, de quem gostamos muito tbm. Mas sabe... hoje eu penso(não sei se só eu penso isso) que se me casasse hoje, seria tudo muiiito diferente. Estava tudo muito lindo, mas foi a minha sogra que cuidou de praticamente tudo. rs
    E eu agradeço muito, amo muito ela, tem muito bom gosto, mas deixaria mais a minha cara. rs
    Kate,

    Beijão e ótimo findi, linda!

    |MaBe|

    ResponderExcluir
  3. Oi Kate, tudo bem?
    Realmente não dá pra entender essa situação. Em nome de um "sonho" se endividam até perder o controle.

    No meu casamento, deixei de fazer algumas coisas pq sabia que não ia ter dinheiro, embora fosse coisas que eu quisesse muito. O melhor foi priorizar algumas coisas como vestido, make, foto e outros detalhes importantes.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Kate ! Concordo plenamente ! É fazer do jeito que fique dentro do orçamento...

    Acompanhei os posts da sua viagem, FOI LIIIINDA!

    Beijinhos
    Daia
    http://realizandoumsonhoembh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Resumindo, Kate... Mega casamento, mesmo para quem tem dinheiro, é brega!! O que dirá então dos que não tem!!! Meu casamento com o Alê foi em casa, um almoço no jardim para 40 pessoas! Contratei uma chef e a comida estava maravilhosa! Decorei a casa toda com orquídeas compradas no CEASA! Gastei menos no casamento todo do que as noivas "megalomaníacas" gastam com o vestido!! E foi LINDO! Bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu levanto a bandeira do casamento simples e discreto não fale a pena gastar tanto,eu lembro que aos 12 anos foi a um super casamento em uma fazenda foi mmmmmuito lindo varias bebidas,o bolo parecia mais uma arvore de natal emnorme o pai da noiva mandou matar uns dez bois para a festa,flores para todo lado foi realmente uma super festa mesmo,Detalhe com um mês de casados se separaram foi um choque para toda a familia e desde então eu fiquei pensando de que valeu a pena aquela festança toda e sempre falei quando eu min casar quero um casamento simples não importa a minha condições finanseiras preferia gasta na lua de mel tem coisa mais gostosa do que uma viagem a dois e assim foi meu casamento foi super simples casei em uma catedral porque era a igreja mais perto da minha casa,a festa bolo e champnha e só convidei quem relmente eu queria que estivesse nesse momento acho um saco ter que convidar por obrigação,Bom o que mais emporta é o amor tenho 6 anos de casada e pretendo ficar com ele até que a morte nós separe ele é um homem maravilhoso para min,detalhe só namoramos 10 meses no mês seguinte nós casamos.BEIJINHOS carmem

    ResponderExcluir
  7. É verdade, não é gente? O que vale é o amor!!! Nossa, eu queria ter tido um casamento como o da Bia, em um jardim! Acho lindo demais! Bem, quem sabe quando eu fizer 5 anos de casada não dou uma festa destas no jardim, para comemorar e renovar votos??? Que inspirador!

    ResponderExcluir
  8. Sempre pensei muito nisso tb: não queria começar a vida de casada com dívidas, mas queria fazer uma recepção "do meu (nosso) jeitinho" no dia do casamento.
    Pensei primeiro em um mini wedding, mas logo descobri q seria somente para a minha família, pois qdo fiz a lista já estavam alí 110 pessoas.
    Então, mudando de ideia, com família e amigos bemmmmm próximos poderíamos fazer uma recepção para 250 convidados (a família do noivo tb merecia participar kkkk) e não fomos além disso.
    Dentro das nossas possibilidades conseguimos tudo do bom e do melhor... nada extravagante, coisas simples, como o nosso jeito de ser.
    Acho q adiar algumas coisas para a recepção dos seus sonhos vale a pena, mas o q não vale é se enfiar em dívidas, obrigar familiares a se endividarem tb.
    No mais... o mais importante é comemorar como pode esse dia especial e, com certeza, inesquecível.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Kate parabéns pelo assunto postado no seu blog te respeito e admiro ainda mais por essa sua posição. Vou comentar aqui o meu caso e espero que sirva de exemplo para futuras noivas.

    Namorei durante muuuuitos anos e o meu salário sempre foi super baixo... quando melhorou um pouco meu namorado e eu decidimos nos casar. Ficou acertado que ele era responsável financeiramente pelo nosso apartamento e eu pela nossa festa. E fui lá e me individei totalmente... Para piorar meu salário novamente caiu... (trabalho com vendas) e lá estava eu cheia de contas e sem dinheiro... conclusão emprestei dinheiro do banco em 36 vezes... não aproveitei nada no dia do meu casamento EU JURO só olhava para tudo e me imaginava no buraco que havia me enfiado por causa daquele dia. Hoje estou casada, até hoje não tive coragem de contar para o meu marido da burrada que eu fiz. Faltam 5 parcelas para eu acabar com o meu pesadelo e quase todas as noites eu choro... por pensar que esse dinheiro poderia ter contribuido para o nosso lar e também pois eu vivo numa mentira a quase 3 anos e se ele descobrir isso eu corro o risco de perder o meu marido por uma coisa que não valeu a pena...

    Que essa minha burrice sirva de exemplo para futuras noivas. Se eu pudesse voltar no tempo falaria a verdade, varia uma festa dentro do meu pequeno orçamento e me divertiria e... no dia seguinte viveria um casamento aberto com o meu marido....

    ResponderExcluir
  10. Oi Kate! Adorei o seu post! Porque este mês eu e meu noivo resolvemos que não vamos ter festa de casamento. Foi uma decisão muito difícil, pois estamos lidando com nossos sonhos mais profundos. Mas cheguei à conclusão que para um sonho se tornar realidade ele precisa ser lapidado. E este agora é o meu sonho lapidado: vamos fazer um chá de panela lindo para os mais íntimos, aonde vou cortar o bolo, jogar o buquê e dançar até o sol raiar, e chamar a família toda para o casamento na igreja! Muitas pessoas falam que vou arrepender. Mas eu tenho certeza que não porque Deus está comigo, inclusive nas minhas decisões! Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Parabéns a você por ter partilhado conosco o seu caso, que ele ajude outras pessoas! Não chore, está acabando, Deus te dará outras coisas no futuro. Pense que você fez na melhor das intenções. Enterre este assunto e siga feliz!

    Que Deus te cubra de bênçãos, minha querida!!!

    ResponderExcluir
  12. OI kate, estou tentando ao maximo chegar no dia do meu casamento sem dividas, será uma festa para 150 pessoas, e com certeza as mais queridas, não vou convidar por convidar, só quero pessoas de que eu gosto e me fazem bem.
    E agora já falta 1 aninho pro casorio! hehehe
    Nem vejo a hora!
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Acho que tudo na vida é aprendizado, devemos tirar o que de bom pudermos das situações.
    Demorei muito a casar, já tínhamos uma filha e morávamos juntos a 5 anos.
    Quando decidimos (pq financeiramente tbm era possível). Fizemos tudo do jeito que queríamos: escolhemos uma data super especial (perto do níver da nossa pequena), casamento de dia, festa no sítio, brincadeiras para as crianças (afinal minha filha tbm estaria lá), comida de boteco. Enfim, comemoramos uma união que já era feliz e brindamos os 5 anos da nossa pequena. Escolhemos pessoas que realmente importavam pra gente, foram 300 convidados, mas contando q a "pequena" família do meu marido são mais ou menos 150 pessoas...
    E, principalmente, dentro do que nós era possível. Curtimos e depois não havia dívidas. Isso é realmente muito bom!!!!

    ResponderExcluir
  14. Lembrando...a Sandy e o Lucas Lima fizeram um casamento para 250 pessoas...
    Na minha opinião temos que gastar conforme o tamanho do bolso, sem exageros. O importante é a data especial que está sendo comemorada!
    Bj,
    Marcela.

    ResponderExcluir
  15. Oie Kate,

    Eu optei por algo simples,barato e tb que fosse a nossa cara.Como eu casei nos EUA e não deu tempo para os meus pais se prepararem pra vir[ fui pedida em casamento em dezembro de 2008 e em janeiro de 2009 nós casamos], optamos por algo mais acochegante e no nosso primeiro ano de casamento nós bombamos na Disney, passamos 5 dias por lá.

    Valeu a pena :)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que máximo, esse casamento a jato! E bombar na Disney? Ameeeei!!! Não conheço a Disney!

      Excluir