16 de outubro de 2011

Barcelona - Do Museu Picasso ao Balthazar!

Primeiramente, gostaria de agradecer às lindas e fofas que elogiaram os meus looks e bolsas nos comentários ao longo das postagens. Obrigada, queridas! E o melhor: minha irmã elogiou... Se a Keninha, que é suuuuper crítica está elogiando, é porque estou acertando! Ufa!!!

Aiii, e este foi o último dia de Barcelona! Para este dia, o roteiro foi de poucos, mas extremamente essenciais, locais! Lugares únicos, que marcam profundamente a cidade de Barcelona.

Logo pela manhã: Museu Picasso! Que maravilha... Agendamos uma visita guiada, e esta é uma super dica de Barcelona que dou a vocês. A visita guiada é de graça, não se paga nada além do valor normal da entrada. É agendada pela internet, são poucas pessoas no grupo e você fura a fila, entra em um local só para os grupos. E olha que a fila da bilheteria é grande... Enorme!

O museu fica numa rua estreita, a Montcada, super movimentada por causa do museu.



Olha o começo da fila, que lotado!







A partir de agora, nós somente visitaremos museus com visitas guiadas. É muito melhor, foi muito especial. Ela conta do início da vida de Picasso até sua maturidade artística. Uma lição, um aprendizado de que todas as coisas na vida tem o seu tempo certo para acontecer. Picasso e seu pai tinham na cabeça de que ele seria um grande pintor. Tinha de ser. E investiram nisso. Mas, Picasso não nasceu Picasso. Não teve sucesso de início, chegou a expor e não vender nenhum quadro quando era jovem. Ele teve de passar por várias fases, modificar-se, amadurecer sua alma artística até a encontrar o seu estilo.

E não é assim com a vida de todos nós??? Por isto, queridos, nunca desistam de perseguir os sonhos e entendam o tempo certo das coisas!





Agora, anotem aí que esta dica vale ouro:

O museu abre de terça a domingo das 10:00 h às 20:00 h. o custo do ingresso é 10 euros. Aos domingos, o museu oferece um serviço de visitas guiadas, sem custo extra. As visitas guiadas devem ser agendadas com antecedência. O e-mail para agendamento é: museupicasso_reserves@bcn.cat e o ingresso é pago no local.
Dia e Horários:
· Grupos em inglês – Domingo - 11:00 h
· Grupos em espanhol – Domingo - 12:00 h

Atenção: chegar 10 minutos antes e entrar no número 23 da Carrer Montcada!

Próxima parada: Parc Guell.

O Parc Guell foi idealizado por Gaudí, o “cara” da arquitetura modernista de Barcelona e foi inaugurado em 1922. Ele é todo inspirado nas formas orgânicas da natureza. O nome foi dado em homenagem a Eusebi Guell um empresário catalão.

Existem duas maneiras de ir ao Parc Guell de metrô: estações Vallcarca e Lesseps. A Vallcarca vai te conduzir à parte alta do parque, o que é ótimo, pois deste modo você conhece as coisas descendo e não o contrário, que seria muito cansativo. Pela Lesseps, você vai entrar no parque por baixo, o que é bom para cadeirantes. Descendo nas duas estações, tem de andar muito para chegar ao parque (em torno de 700 metros na Vallcarca e 1,2 km na Lesseps).

Fomos de Vallcarca. Descemos e vimos que tinha uma mega ladeira para subir, na qual tem-se 8 escadas rolantes, 1 escada de ferro e duas ladeiras para subir à pé. Uau!








Chegando ao parque, tem-se uma bela vista da cidade.





Na parte mais alta do parque fica o Calvário, criado por Gaudí. O Calvário é um monumento com planta circular com três cruzes. A cruz mais alta é a de Jesus. Uma das cruzes acaba em flecha apontando para o céu.





A partir de então é só descida, vendo uma natureza rica, até chegar à praça principal, onde todo mundo se reúne.






Sentamos nos famosos bancos ondulantes de Gaudí.





A casa Museu Gaudí foi a residência do arquiteto de 1906 até 1925, Aqui viveu com seu pai, Francesc Gaudí i Serra e a sua sobrinha, Rosa Egea Gaudí. Em 1963, a casa foi comprada pela Associació Amigos de Gaudí com o objetivo de fundar um museu dedicado ao arquiteto.







Agora sim, chegamos à entrada oficial do Parc Guell, que fica na parte mais inferior. Onde todos os visitantes são recebidos pela salamandra multicolorida que Gaudí criou.



Pavilhões de entrada - O pavilhão menor é destinado a administração e o pavilhão maior é a portaria.










Como foi criativo o Gaudí! E que coisa mais fantástica é esse Parc Guell!!


E logo na sequência, descer para a estação Lesseps e visitar mais uma obra prima, possivelmente a maior, de Gaudi!



A estação de Lesseps é enorme e embarcamos tendo como destino a estação Sagrada Família.




O Templo Expiatório da Sagrada Famíliaé um dos maiores cartões postais de Barcelona, uma obra-prima de Gaudí . O projeto foi iniciado em 1882, Gaudí assumiu em 1883, o tinha 31 anos de idade etrabalhou na igreja nos seus últimos 40 anos de vida. A igreja ainda está em construção nos tempos de hoje e estima-se a conclusão para aproximadamente 2026, quando se dará o centenário da morte de Gaudí.

















Não entramos, estávamos cansados demais e a fila é enorme. O ingresso é 12 euros (nunca vi igreja cobrar entrada...). Só a vista de fora já nos deixou plenamente satisfeitos. Se Deus nos der saúde e condições, quem sabe não voltamos após a mesma estar concluída, em 2026??? Gostei da idéia, hein?!

E agora, pessoal, o gran finale em Barcelona. Uma noite caliente, um jantar romântico. O restaurante escolhido foi o Balthazar, seguindo, como sempre, as dicas da Adriana  http://viajeaqui.abril.com.br/blog/achados. Além da despedida, queria usar o colar novo que o Jean me deu (lembram que contei em postagem anterior?) e queria agradar, seduzir o maridão!!!

Para isso, look novíssimo, recém adquirido na Mango...




Toda orgulhosa com meu presente...



Perfuminho Very Sexy, da Carolina Herrera... E muita animação!!!
Para despedir também de Gaudí, uma passadinha da Casa Milá, na Passeig de Gracia.
O Balthazar fica pertinho da Passeig de Gracia. Um lugar bem decorado, com cardápio sofisticado e atendimento rápido e eficaz. Atenção ao horário de abertura: para o jantar, o restaurante abre das 21:00 às 24:00 h.



Jean analisando se a facada ia ser muito alta, rsssss...

E eu em estado de graça, curtindo o momento!

Mas, o Balthazar não é nem um pouco caro, a dica que peguei foi das melhores. Os preços dos pratos e das bebidas eram a metade do valor do que nas outras cidades que visitamos. O Jean se animou e pediu uma Cava Rosé (cava é o champagne da Espanha).

Um brinde ao nosso último dia nesta bela cidade!

Que maneira bonita de encerrar nossa estada em Barcelona!!!


5 comentários:

  1. Olá, estou lendo cada post e viajando junto, você estava linda com o vestido preto.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Até que enfim estou conseguindo comentar!
    Estou impressionanda com a grandiosidade deste post...
    Amei as dicas, os lugares, etc...
    Como te falei por email, amei o modelito do jantar a noite!
    Linda como sempre!
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  3. Uau!!!
    Fiquei encantada com a Praça Guell...fantástica.
    Amei o post. O vestido novo é puro poder e o colar que o maridão deu, lindissimo e delicado, a sua cara!
    Beijinhos,
    Ma.

    ResponderExcluir
  4. Nossaaaaa!!!
    Arrasouuu, fechou com chave de ouro! Toda poderosa, vestido preto lindooo (I want), casaco de couro, carteira, salto, colar maravilhoso e carolina herrera no cangote?!!!! A noite deve ter sido " a noite". Jeansito mais que aprovou né? rsss
    Bjossss
    Kênia

    ResponderExcluir